12 May 2017

MARRAKECH MEMORIES


Two months ago, my husband and I travelled to Marrakech, Marocco. It was our first time in Africa and in a muslim country. In today's post I want to share with you this experience, how it went, and why you should go there too.
Há dois meses, o meu marido e eu viajamos para Marraquexe, Marrocos. Foi a nossa primeira vez em África e num país muçulmano. No post de hoje partilho esta experiência, como tudo aconteceu e porque deve agendar esta visita.

In Marocco you can find a miscellany of African, middle-eastern and mediterranean cultures.
Marrakech is one of the most genuine moroccan city, being a place of smells, flavours, and colors.
Em Marrocos encontramos uma miscelânea de culturas africanas, médio-orientais e mediterrâneas.
Marraquexe é uma das cidades marroquinas mais genuínas, destacando-se como um lugar sensorial onde predominam os cheiros, sabores e cores.

If you come from an european country, the first contact with this city can be complex and chaotic*. 
In our case, we arrived at night by taxi, comming from the airport, and we were left at the closest car-street of our riad (a typical morrocan house converted in an hotel). The moment we opened the taxi door, so much noise echoed in our ears, there was so much polution spinning in the air, the motorbikes' horns were buzzing everywhere and so much dust was covering everyone from the tip of the toe to the hair, that we were stunned for a minute. This is the kind of experiences for which you are never truly prepared.
Se o seu país de origem é europeu, o primeiro contacto com esta cidade pode ser um pouco caótico.*
Chegamos à noite, de táxi desde o aeroporto, e fomos deixados na rua mais próxima do nosso riad (uma casa típica marroquina transformada num hotel) onde eram permitidos carros. No momento em que abrimos a porta do táxi, o barulho ecoou nos nossos ouvidos, a poluição girou no ar, as buzinadelas das motos eram escutadas em todos os lados e a poeira era visível desde os pés à cabeça de toda a gente. Este é o tipo de experiências para as quais você nunca está realmente preparado.


Our host was waiting for us, we followed him to the riad through a maze of narrow streets. 
The riad was like an oasis in the desert, a paradise, clean and noiseless, where the confort was hand-in-hand with the tradicional arquitecture.
The host received us with a hot mint and cinnamon tea and some traditional cookies; after that, we rested.
O nosso anfitrião estava à nossa espera. Nós limitámo-nos a segui-lo até ao riad, através de um labirinto de ruas estreitas.
O riad foi como um oásis no deserto, um paraíso, limpo e silencioso, onde o conforto estava de mãos dadas com a arquitectura tradicional.
O anfitrião recebeu-nos com um chá de menta e canela quente, acompanhado com alguns biscoitos tradicionais; de seguida, descansamos.

In the following 3 days we explored the Medina, the Souks, the Majorelle Garden, etc. but about this we will approch in another post. :)
Nos 3 dias seguintes exploramos a Medina, os Souks, o Jardim Majorell, etc. Mas sobre isso abordaremos num próximo post. :)

All the days began with a breakfast made of sweet orange juice and moroccan pancakes. The mornings were completed with visits to the Souks, where we could feel some aggressive approaches by the vendedors that were trying hard to sell us their items (we did not forget to bargain!).
Meals were eaten in terraces, away from the noises and dust, where we tried delightfull couscous and flavorous tajines made with exquisitely seasoned lambs.
Todos os dias começaram com um pequeno-almoço composto por suculentos sumos de laranjas e panquecas marroquinas. As manhãs foram concluídas com visitas aos Souks, onde pudemos sentir algum contacto agressivo por parte dos vendedores (não se esqueça de regatear).
Os almoços foram degustados em terraços longe do barulho e da poeira, onde provamos deliciosos cuscus  e saborosos tajines de borrero criteriosamente temperados.


The afternoons were filled with moroccan arquitecture, gardens, hamman baths, that we finished by watching snakes and monkeys dancing at the Medina and listening to ethnic sounds in every corner.
The days never ended without eating African plums and drinking teas, and avoiding those pesky donkies in our way to the riad.:)
As tardes foram preenchidas com arquitetura marroquina, jardins e banhos hamman, terminando na Medina a ver cobras e macacos a dançar e a escutar sons étnicos em todos os cantos.
Os dias nunca finalizaram sem comermos ameixas africanas e sem bebermos chá, e evitando as mulas no nosso caminho para o riad. :)


Marrakesh was without any doubt a mix of chaos, nice weather, lovely riads; unique lamps, leather, tapestry; mint tea, tajines, dry fruits and fooodddd. :)
Marraquexe foi definitivamente uma mistura de caos, tempo agradável, bonitos riads; candeeiros, couro, tapeçaria; chá de menta, tajines, frutos secos e comidaaa :)


Travelling is not only a time for relaxing and cultural experiences, but also for personal improvement. We need to be prepared to tolerate different lifestyles and costumes.
* Viajar é tempo para relaxar e para conhecer novas culturas, mas também para enriquecimento pessoal. Precisamos estar preparados para tolerar diferentes estilos de vida e costumes.


Viagem Doce Viagem visited Marrakech in March 2017, and this is just her opinion.
Viagem Doce Viagem visitou Marraquexe em Março de 2017 e esta é, apenas, a sua opinião.

3 comments:

  1. Olá! Eu estou a pensar fazer uma viagem até Marrocos nos próximos meses (ainda sem data definidas mas será em breve). Será que me podia indicar qual o Riad em que se alojou, visto ter corrido tudo tão bem?

    Obrigada!

    Jelly Pearl
    http://10yearsbituine.blogspot.pt/

    ReplyDelete

Thanks for your comment! / Obrigada pelo seu comentário!